|   Jornal da Ordem Edição 3.913 - Editado em Porto Alegre em 16.08.2022 pela Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

29.05.07  |  Internacional   

Ação judicial dura dez anos por causa do bolo de casamento

Uma briga judicial provocada por um bolo de noiva e que já durava dez anos terminou na semana passada em Manila (Filipinas) de forma azeda para o casal Edgardo e Stephanie Abenina. Em 1997, eles entraram na Justiça alegando que bolo de seu casamento  tinha sido motivo de humilhação e noites em claro. Exigiam da confeitaria o equivalente a US$ 1.053 (cerca de R$ 2 mil) como indenização por danos morais. As informações são do saite Globo.com.

Edgardo e Stephanie entraram com a ação logo depois da festa, que ocorreu em um hotel de Manila, em 21 de junho de 1997. Segundo eles, o bolo de cinco andares não respeitava as especificações, estava inclinado para um lado e tinha uma decoração cor de laranja considerada de "mau gosto" por eles.

Além da humilhação e insônia, isso teria causado embaraço, angústia e ansiedade nos nubentes.

A corte entendeu que a confeitaria não teve intenção de causar toda essa desgraça. Além disso, fotos da festa mostram o bolo em bom estado e o casal sorrindo ao cortá-lo. De qualquer forma, a doceira teve que devolver o que cobrou pelo bolo: R$ 200.

Mas o casal não teve direito a qualquer indenização complementar.

Rodney Silva
Jornalista - MTB 14.759

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
(51) 3287.1800
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   [email protected]
© Copyright 2022 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro