|   Jornal da Ordem Edição 3.364 - Editado em Porto Alegre em 20.12.2019 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

13.04.07  |  Criminal   

Polícia Federal prende no Rio o ex-vice-presidente do TRF da 2ª Região

A Polícia Federal prendeu hoje (13) um total de 24 pessoas na manhã na "Operação Hurricane" (Furacão). Entre elas três desembargadores, dois delegados da PF, um procurador, quatro contraventores, um agente e um sevidor da PF, além de empresários e advogados.

Na operação foi apreendido um volume de dinheiro que a polícia afirma ser "muito grande", mas que ainda está sendo contado e que foi transportado em um carro-forte para uma agência da Caixa Econômica Federal.

Uma pessoa ainda está sendo procurada. Os detidos são suspeitos de envolvimento em exploração de jogos ilegais, corrupção de agentes públicos, tráfico de influência e receptação.

Por envolver magistrados, que têm foro privilegiado, os autos tramitam no Supremo Tribunal Federal, e o ministro Cezar Peluso, que é o relator sorteado,  decretou sigilo de justiça. 

Na lista parcial de presos, estão o ex-vice-presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, desembargador José Eduardo Carreira Alvim;  o delegado da Polícia Federal de Niterói, Carlos Pereira;  o procurador regional da República João Sérgio Leal Pereira, único preso na Bahia;  e os contraventores Anísio Abraão David, presidente de honra da escola de samba Beija-Flor de Nilópolis;  Aílton Capitão Guimarães, presidente da Liga das Escolas de Samba do Rio; seu sobrinho Júlio Guimarães; e o banqueiro do jogo do bicho  Antônio Petrus Kalil, também conhecido como Turcão.

“Estamos diante das maiores operações de combate a corrupção já realizadas no Brasil, pelo nível das pessoas detidas. Os delegados ganhavam para atacar determinados grupos”, contou Renato Porciúncula, diretor de Inteligência da PF.

Nos 70 mandados de busca e apreensão cumpridos no Rio, em São Paulo, em Brasília e na Bahia, foram apreendidos vários carros, documentos e uma grande quantia de dinheiro. “A maior dificuldade está em contabilizar todo o valor apreendido. O dinheiro está sendo lacrado em malotes, que vão ser conduzidos em carro forte para serem depositados na Caixa Econômica Federal”, explicou o Superintendente Regional da PF, Delci Carlos Teixeira.

Ao todo, 360 policiais de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, e 94 viaturas trazidas desses Estados para o Rio em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). Os investigados ficarão presos em Brasília.
 
As investigações tiveram início há um ano, quando a PF descobriu contrabando de componentes eletrônicos para máquinas caça-níqueis. Na mesma época, o delegado da PF que foi preso nesta sexta-feira (13), Carlos Pereira, comandou a operação Vegas para reprimir o funcionamento ilegal de bingos e de máquinas caça-níqueis. A operação acabou deflagrando duas outras ações na seqüência, Vegas II e III.

Foi identificada uma organização criminosa especializada na prática de múltiplos crimes, incluindo exploração de jogos ilegais, corrupção de agentes públicos, tráfico de influências e receptação.

Foi apurado durante a investigação o envolvimento de pessoas com prerrogativa de foro, o que implicou no encaminhamento de Relatório de Inteligência Policial ao Supremo Tribunal Federal, que resultou no Inquérito nº 2424/2006 – STF.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Federal, o inquérito embasou a manifestação do Procurador-Geral da República, Antônio Fernando de Souza, que culminou na expedição das buscas e prisões cumpridas nesta sexta-feira.

Rodney Silva
Jornalista - MTB 14.759

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1800
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2020 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro