|   Jornal da Ordem Edição 2.968 - Editado em Porto Alegre em 20.12.2017 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

26.11.07  |  Perfil   

José Gilberto da Cunha Gastal

O advogado José Gilberto da Cunha Gastal nasceu em Pelotas, sempre estudou em escola pública, e graduou-se em 1965 pela Faculdade de Pelotas, então da UFRGS, posteriormente integrada na UFPEL.
 
Atuou na advocacia, desde estudante, como Solicitador, e  como  advogado, desde 1967. Mantém seu escritório em Pelotas, que é integrado pela esposa Gislei Gastal e pelo filho, Alexandre Gastal, que é Conselheiro Seccional da Ordem, mas encontra-se licenciado durante todo o período da escolha da lista sêxtupla.
 
Foi vereador ao início da vida profissional e, depois, exerceu a Procuradoria Geral do município de Pelotas. Porém, a atuação que mais o gratificou, simultaneamente à advocacia, foi o magistério, tendo lecionado Direito Civil durante vinte e três anos, na Faculdade de Direito da UFPEL, da qual também foi Diretor.

Se nomeado desembargador o que Gastal mais sentiria falta no exercício da advocacia seria “Julgar por dever de ofício implica envolver-se com  todas as causas que lhe forem distribuídas. Acho que sentiria  saudade da autonomia inerente à profissão liberal”.

Abaixo a opinião de Gastal a respeito de temas relacionados à advocacia.

Férias forenses:Acho que o ideal seria a uniformidade plena entre Justiça Federal e Justiça Estadual, com instituição de janeiro como inteiro mês de descanso. Enquanto isto não for possível, os advogados merecem, ao menos, o simultâneo período de recesso federal com suspensão de prazos  e atos da justiça estadual”.
 
Honorários advocatícios: “Se fixados sucumbencialmente em valor condigno constituem, não apenas justa remuneração ao advogado, mas elemento assecuratório do  efetivo acesso à Justiça daqueles que, tendo seu direito reconhecido, não podem e não devem ser onerados com o custo de  vê-lo assim reconhecido”.
      
Compromissos que antecipadamente já se compromete a assumir com a classe advocatícia, caso venha a ser eleito desembargador:Se honrado com nomeação para o Tribunal de Justiça, teria para com os Advogados os mesmos compromissos que  vinculam qualquer Juiz às expectativas de todos os Cidadãos em um país republicano: Dedicação pessoal ao mister de  julgar, produtividade laboral, exemplaridade  ética, respeito absoluto à essencialidade da Advocacia para a prestação de Justiça, rigor no equilibrado tratamento dispensado às partes no processo, respeito ao ser humano e ao interesse público”.

Rodney Silva
Jornalista - MTB 14.759

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Istagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1839
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2018 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro