|   Jornal da Ordem Edição 3.300 - Editado em Porto Alegre em 19.09.2019 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

12.07.19  |  Dano moral   

Homem investigado por publicar vaga de emprego em rede social será indenizado

O homem havia publicado em seu perfil em rede social informações sobre vagas de emprego municipais.

O juiz de direito da 1ª vara da Fazenda Pública de São Bernardo do Campo/SP, Leonardo Fernando de Souza Almeida, determinou que um homem seja indenizado em 20 mil reais, a título de danos morais, em razão de ter sofrido investigação “infundada e abusiva” por parte da Administração Pública. O homem havia publicado em seu perfil em rede social informações sobre vagas de emprego municipais.

O cidadão publicou nas redes sociais informações sobre a existência de vagas de trabalho nas cozinhas de escolas públicas municipais. Após a publicação, o secretário de segurança urbana registrou um B.O, noticiando a prática de crime conta a Administração Pública, motivo pelo qual a polícia investigou a sua vida, pesquisando até suas contas bancárias. Na ação, relata que a investigação causou graves danos à sua imagem.

Ao analisar o caso, o juiz afirmou que é nítido excesso no agir do município diante da publicação do homem. Para ele, a postagem é “absolutamente ausente de ofensividade”, sendo injustificado o proceder do município, que “aparentemente agiu por outras razões que não a mera informação prestada pelo autor em sua rede social”, concluiu.

“Sob essa perspectiva, após examinar os documentos acostados aos autos, firmo a conclusão no sentido de que as condutas perpetradas pela parte ré em desfavor do autor foram abusivas e infundadas. ” Ao entender que a polícia judiciária extrapolou "– e muito –" o seu poder/dever de agir, o magistrado condenou o Estado de SP e a cidade, solidariamente, ao pagamento de 20 mil reais por dano moral.

Processo: 1023318-25.2018.8.26.0564

 

Fonte: Migalhas

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1800
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2019 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro