|   Jornal da Ordem Edição 3.128 - Editado em Porto Alegre em 14.12.2018 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

26.11.18  |  Advocacia   

Em prol da cidadania: ESA e Projeto Pescar inauguram unidade na OAB/RS Cubo

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Foto: Caroline Tatsch - OAB/RS

Oferecer a oportunidade de uma formação profissional gratuita para jovens em situação de vulnerabilidade social é um dos objetivos do Projeto Pescar. Desde o início do ano, o projeto conta com a parceria da Escola Superior de Advocacia (ESA) que, na tarde desta sexta-feira (23), inaugurou a Unidade Projeto Pescar Comunidade Jurídico-Trabalhista (CJT) na sua sede: o OAB/RS Cubo. A celebração contou com a apresentação dos jovens do projeto, que vem recebendo aulas no local desde o início de outubro, coordenado pela educadora social responsável pela segunda turma, Valéria Neutzling.

A Comunidade Jurídico-Trabalhista é composta por quatro instituições que atuam nessa área: a OAB/RS, a ESA, o TRT-RS, o Ministério Público do Trabalho do Rio Grande do Sul (MPT-RS) e a Caixa de Assistência dos Advogados do Estado (CAA/RS). Além de estimular o voluntariado dentro das instituições, cada um dos parceiros atua com uma função específica: a ESA e o TRT-RS fornecem espaço para a realização das aulas; o MPT-RS auxilia no custeio do projeto; a CAA/RS é responsável pela contratação e pagamento dos professores; e a OAB-RS tem o papel fundamental de promover a empregabilidade dos jovens. O projeto conta com a parceria da OAB/RS desde 2017.

A diretora-geral da ESA, Rosângela Herzer dos Santos, durante a abertura, afirmou que é uma satisfação e uma alegria para a ESA, escola de advocacia mais antiga, receber o projeto. Para Rosângela, a entidade acredita na importância social de contribuir: “Esses jovens, além de se qualificar profissionalmente, estão aprendendo valores para seu desenvolvimento pessoal, colaborando para uma sociedade e um mundo melhor.”

A vice-presidente voluntária da Fundação Projeto Pesca, Beatriz Brum Goldschmidt, contou que a ESA acolheu a segunda turma do projeto com bastante boa vontade: “é uma oportunidade ímpar para esses 15 jovens conviverem com a advocacia”, falou.

Também estavam presentes: a desembargadora Maria Madalena Telesca, representando o Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região; a procuradora Marlise Souza Fontoura, representando o Ministério Público do Trabalho da 4ª Região; e a assistente social da CAA/RS, Simone Dias.

Projeto Pescar

Com 42 anos de atuação, a Fundação Projeto Pescar tem como objetivo proporcionar a qualificação profissional e o desenvolvimento pessoal de jovens de 16 a 19 anos em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para sua inclusão no mercado de trabalho. 

A parceria que ele mantém com empresas e organizações, como a OAB/RS, TRT4, o Ministério Público do Trabalho, a CAARS, e a ESA, já proporcionou a formação de mais de 30 mil jovens e o atendimento anual de cerca de 2 mil adolescentes em todo o Brasil. O projeto pedagógico das aulas está baseado na participação de voluntários, visando ao desenvolvimento de competências pessoais e habilidades profissionais.

Caroline Tatsch – OAB/RS
Jornalista

Fonte: OAB/RS

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1839
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2018 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro