|   Jornal da Ordem Edição 3.453 - Editado em Porto Alegre em 10.07.2020 pela Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

09.04.20  |  Previdenciário   

Após pedidos da OAB/RS, INSS anuncia atualização no sistema com regras da nova previdência e concessão de auxílio-doença pelo Meu INSS

 

A partir de uma demanda da Ordem gaúcha, a espera para a concessão de benefícios deve diminuir. Isso porque o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) anunciou que o sistema está atualizado com as regras da Reforma da Previdência. Segundo o presidente do INSS, Leonardo Rolim, as primeiras aposentadorias, de acordo com a nova previdência, já estão sendo concedidas. Desde o dia 13 de novembro de 2019, quando foi publicada a Emenda Constitucional 103, o INSS teve que adequar o sistema para a maior reforma já feita no sistema previdenciário brasileiro, com os ajustes necessários nas regras de acesso, idade, alíquotas, regras de transição, regras de cálculo, limitação à acumulação de benefícios, entre outros.

Outra demanda cobrada pela OAB/RS junto ao INSS é referente ao auxílio-doença. De acordo com o instituto, foi incluído um campo na plataforma Meu INSS, que possibilita a inclusão de atestado médico para concessão do auxílio-doença, sem a exigência da perícia presencial. Segundo o INSS, enquanto perdurar o regime de plantão reduzido de atendimento nas agências da Previdência Social, os requerimentos de auxílio-doença poderão ser comprovados com atestado médico. Além da antecipação do auxílio-doença,  foi anunciada também a antecipação de R$ 600 reais nos benefícios de prestação continuada para deficientes.

A OAB/RS, através da Comissão Especial de Seguridade Social (CESS), acompanhou todo o processo da nova previdência, fiscalizando o passo a passo da sua implantação e cobrando agilidade do poder público.

O presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, destacou o trabalho desenvolvido pela CESS: “A Ordem gaúcha cumpre seu papel institucional de fiscalizar e cobrar, em favor do cidadão, a prestação de um serviço público de qualidade. A demora e burocracia para atualizar o sistema causaram atrasos na concessão de benefícios, prejudicando os segurados, já que a aposentadoria tem caráter alimentar, ou seja, é usada para despesas essenciais do trabalhador e de sua família”, enfatizou Breier.

O presidente da CESS, Tiago Kidricki, avaliou as medidas anunciadas como urgentes no atual momento de pandemia que assola o país e o mundo: “Milhares de brasileiros que esperam a concessão de seu benefício podem ter mais esperança, já que o sistema agora poderá andar com seus pedidos. A advocacia também estava atuando com muitas dúvidas sobre como juntar os atestados, no caso do auxílio-doença, pois o sistema não possuía esse campo, e agora se anuncia que será resolvido, tranquilizando quem atua na área previdenciária”.

Kidricki complementou, ainda, que as dificuldades em matéria previdenciária são grandes, mas qualquer passo deve ser comemorado: “O sistema do INSS distribui renda ao cidadão que mais precisa, e, hoje, a cidadania brasileira precisa mais do que nunca”, concluiu Kidricki.

Fonte: OAB/RS

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1800
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2020 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro