|   Jornal da Ordem Edição 3.175 - Editado em Porto Alegre em 22.03.2019 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

14.12.18  |  Advocacia   

OAB lança Censo Nacional da Jovem Advocacia

Brasília – O Conselho Federal lançou na noite desta terça-feira (11) o Censo Nacional da Jovem Advocacia. O lançamento foi feito durante a sessão plenária realizada em Brasília. O presidente da Comissão Nacional da Advocacia Jovem, conselheiro federal Alexandre Mantovani (MS), destacou que o censo será uma ferramenta que permitirá ao Conselho Federal apurar as necessidades e dificuldades dos jovens advogados por meio da captação científica de dados.

“O Censo da Jovem Advocacia foi construído a partir a idealização do Colégio Nacional de Presidentes Jovens e da Comissão Nacional da Advocacia Jovem. Foi desenvolvida pelo setor de TI do Conselho Federal uma plataforma que visa a captação e verificação de dados e levantamentos específicos da jovem advocacia. Entendemos que jovem advocacia é aquela compreendida pelos profissionais com até cinco anos de inscrição nos quadros da OAB”, disse Mantovani.

Segundo ele, para responder ao censo, é feito um cadastro rápido com integração ao Cadastro Nacional de Advogados da OAB, o que garante que somente advogados com até cinco anos de inscrição nos quadros da entidade possam participar. “É preciso de fato ouvir a jovem advocacia. O censo apurará dados como condição social, área de atuação, dificuldades enfrentadas, entre outros. Com a apuração científica desses dados, a política de valorização da jovem advocacia será adequadamente ajustada para que o Conselho Federal possa trabalhar cada vez melhor no desenvolvimento da jovem advocacia”, disse Mantovani. “A jovem advocacia passa a ser ouvida”, resumiu ele.

O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia agradeceu ao trabalho de Mantovani e destacou sua dedicação à frente da Comissão, bem como a postura da jovem advocacia inclusive durante momentos difíceis, o que permitiu que até assuntos delicados pudessem avançar por meio do diálogo.

“Os jovens advogados souberam entender, compreender e ouvir no momento correto para darmos todos os passos que demos. Um ponto que foi o auge foi a redução e o fim da cláusula de barreira para os jovens advogados, decisão do plenário do conselho Federal. Foi a partir da sabedoria do presidente da comissão e de todos os jovens colegas advogados que souberam ouvir e compreender determinadas situações, quando não era o tempo certo, e o tempo nos cobra tudo aquilo que é feito sem a sua participação. Assim, tivemos a condição de encerrar uma gestão com tantas vitórias”, disse Lamachia. “O censo da jovem advocacia que é lançado neste momento pelo Conselho Federal era também uma proposta e uma promessa que fizemos a todos os jovens advogados”, acrescentou ele.

Para participar do censo, basta acessar o portal do Conselho Federal da OAB, que disponibiliza um acesso para a plataforma que foi especialmente desenvolvida para dinamizar o processo, tornando-o intuitivo e simples.

Fonte: OAB/RS

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1800
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2019 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro