|   Jornal da Ordem Edição 3.071 - Editado em Porto Alegre em 22.06.2018 pelo Departamento de Comunicação Social da OAB/RS
|   Art. 133 - O advogado é indispensável à administração da justiça, sendo inviolável por seus atos e manifestações no exercício da profissão, nos limites da lei. Constituição Federal, 1988
NOTÍCIA

14.03.18  |  Diversos   

Condutor de veículo que colidiu com viatura da Polícia Rodoviária Federal terá que ressarcir o erário, diz TRF4

Em maio de 2011, a PRF montou uma "barreira policial" para averiguar a denúncia que haviam recebido a respeito de um automóvel e uma caminhoneta em atitude suspeita. A caminhoneta, ao se aproximar da barreira, não teria obedecido às ordens de parar.

Um morador de Santiago (RS) terá que ressarcir o erário no valor de 22 mil 126 reais e 41 centavos por colidir frontalmente com uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-287. Segundo a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) o acidente ocorreu por culpa exclusiva do réu.

Em maio de 2011, a PRF montou uma "barreira policial" para averiguar a denúncia que haviam recebido a respeito de um automóvel e uma caminhoneta em atitude suspeita. A caminhoneta, ao se aproximar da barreira, não teria obedecido às ordens de parar. No entanto, acabou parando ao colidir com a parte frontal da viatura, causando prejuízo aos cofres públicos. A União, representando a PRF, ajuizou uma ação, pedindo a condenação do réu ao pagamento de 22 mil 126 reais e 41 centavos, a título de ressarcimento ao erário. A 1ª Vara Federal de Santiago julgou procedente o pedido. O réu recorreu ao tribunal, alegando que a viatura policial foi posicionada sobre a pista de rolamento, em período noturno, de forma totalmente equivocada e negligente.

A relatora do caso, desembargadora federal Vivian Josete Pantaleão Caminha, manteve o entendimento da primeira instância. “Os elementos probantes demonstram que o acidente ocorreu por culpa exclusiva do réu, tendo sido a abordagem policial devidamente identificada e ostensiva, impondo-se ao réu a responsabilidade pelos prejuízos causados ao veículo de propriedade da União”, afirmou a magistrada.

Nº 5000508-61.2015.4.04.7120/TRF

Fonte: TRF4

BOLETIM INFORMATIVO. CADASTRE-SE!
REDES SOCIAIS E FEED
RSS
YouTube
Flickr
Instagram
Facebook
Twitter
RÁDIO OAB/RS
Rádio OABRS
MAPA DO SITE
Abrir
(51) 3287.1839
Redação JO: Rua Washington Luiz, 1110, 13º andar - Centro - CEP 90010-460 - Porto Alegre - RS   |   comsocial@oabrs.org.br
© Copyright 2018 Ordem dos Advogados do Brasil Seccional RS    |    Desenvolvido por Desize

ACESSAR A CONTA


OABRS:   *
Senha:   *
Esqueci minha senha  |  Novo cadastro